Bloco de Quissamã não vai pra rua porque é patrocinado por traficantes

O bloco de Carnaval Badalo, que desfila na cidade de Quissamã, foi impedido pela Justiça de desfilar no Carnaval desde ano. O grupo é suspeito de ser bancado pelo tráfico de drogas. A Vara Única da Comarca aceitou pedido do Ministério Público do Estado do Rio que pediu urgência na decisão em ação civil pública que obriga a cidade de Quissamã a excluir de sua programação de Carnaval o desfile do bloco Badalo, sob pena de multa no valor de R$ 500 mil.

Escalado para tocar o bloco, Igor Ribeiro Rosa, o DJ Charuto, foi preso durante a operação no fim de janeiro. “O organizador do bloco é Rodolfo Alberto Dorador Espinoza Júnior, outro alvo da operação e que se encontra foragido com prisão preventiva decretada pela Justiça”, diz a nota. Em sua decisão, o Juízo da Vara Única de Quissamã acatou os argumentos do MP ao despachar que o desfile do bloco Badalo “colocaria em risco pessoas, inclusive menores de idade, que poderiam ser alvos de traficantes”.

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register

Likes