De fora por um gol na Seletiva, saldo de gols negativo preocupa Goytacaz

O Goytacaz por pouco não chegou ao momento principal do Campeonato Carioca. Foi apenas um gol que tirou o time da fase com os times de maior investimento. Vacinado com a situação, o clube agora volta as atenções para o saldo do clube neste momento na seletiva, que está negativo. Com a goleada do fim de semana, o time está com três negativos e agora precisa contornar a situação, já que é um dos critérios de desempate em um campeonato muito equilibrado.

O nivelamento da competição está exposto na classificação. Resende tem quatro pontos, seguido pot America com três, Bonsucesso somou dois e Goytacaz conquistou apenas um. Ou seja, na próxima rodada, em caso de vitória sobre o Gigante do Vale, e um possível empate no jogo no duelo entre o Mecão e o Cesso, o Goyta pode chegar a ponta do grupo, mas passando por estes critérios de desempate. O técnico Paulo Henrique não nega que a situação já está sendo analisada pelo grupo.

– Tudo preocupa. A derrota em si para o America já preocupa, ainda mais por esse placar. Não tínhamos time para perder por esse placar. Mas isso é o futebol. Estamos considerando sim porque na primeira fase saímos por um gol e com o ataque mais positivo. Ou seja, tomamos mais gols. A nossa equipe, inclusive, por conta disso, teve um baque mais forte que os outros. Nós chegamos perto e saímos por um gol. Ela abateu. Poderíamos estar agora jogando a elite. É bola pra frente, agora é treinar e orientar os jogadores da melhor maneira possível – disse o técnico. Quem também comentou foi Edson, que seguiu a linha de preocupação do técnico.

– Realmente preocupa. Estamos agora com um saldo negativo. Coisa que nunca tinha acontecido, a gente perder por três gols de diferença. Foi um jogo atípico que resultou isso. Temos que refletir um pouco sobre essa situação, trabalhar para conseguir um bom resultado contra o Resende – falou Edson, capitão do time.

Em toda a campanha da Série B1 do Campeonato Carica o time não tinha tomado um revés tão elástico. O maior placar contrário foi um 3 a 1 para o Itaboraí, no segundo turno da competição, ja que na primeira parte do torneio o Goyta levou o caneco de forma invicta.

A primeira chance de reverter essa situação é contra o Resende, no dia 3 de fevereiro, às 16h, no Estádio do Trabalhador. A partida terá cobertura em tempo real do Placar FutRio.

 

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register

Likes