Equoterapia como meio de inclusão é utilizado em Quissamã

Mais uma vez a equoterapia, modalidade terapêutica disponibilizada pela secretaria de Saúde de Quissamã, demonstra seu valor no trabalho desenvolvido com crianças e adolescentes com necessidades especiais. Na tarde de quinta-feira (13), o fisioterapeuta e coordenador do Serviço de Equoterapia, Cristiano Borba, e sua equipe receberam uma turma do Centro Educacional Nova Escola – CENE para assistirem a uma aula e entenderem como é desenvolvida a atividade, já que contam, na turma, com Estevão Matos Barreto, um dos participantes da terapia.

“A proposta terapêutica que a gente utiliza com o Estevão, especificamente, vem sendo bastante absorvida por ele. A adesão dele, no início, foi bastante dispersa e hoje é possível ver a interação dele com o processo e com a equipe. Hoje ele tem um desempenho e uma motivação muito interessante no serviço e na escola. Essa ideia de trazer os colegas dele aqui tem por objetivo permitir que vejam como é o processo na equoterapia e como ele o desenvolve”, esclareceu Cristiano.

Segundo o coordenador, esse trabalho já foi feito com algumas recolas da rede municipal, que permitiu aos alunos uma interação com o trabalho desenvolvido e mostrando como a terapia influencia no comportamento dessas crianças que são portadoras de necessidades especiais. E, a partir daí, como entender e lidar com o dia a dia delas.

“Eu gosto de ir para a escola, é legal! Estou no quinto ano e estudo bastante. Meus colegas são legais e engraçados mas, às vezes, me deixam um pouco irritado. Mas, enfim, é uma turma boa. Vir aqui para a aula é muito bom, eu ando a cavalo, faço uns obstáculos. Eu gosto e não posso faltar”. Foi assim que Estevão definiu sua escola e a participação na equoterapia.

“O Estevão é um menino que, às vezes, fica um pouco animado e faz um pouco de bagunça. Todos nós gostamos muito dele. Algumas vezes ele se afasta e a gente vai lá e chama ele para brincar”, explicou um dos colegas de classe, Pedro Serra.

Segundo a diretora do CENE, Lúcia Helena Silva, o objetivo é fazer um trabalho com respeito às diferenças dentro da escola, a solidariedade e o respeito ao outro. “Como temos o aluno Estevão, que faz parte do grupo que participa da equoterapia, trouxemos seus colegas de turma para que ele possa mostrar como desenvolve essa atividade, o contato que tem com os animais. E, para a turma, é um aprendizado sobre o respeito às diferenças”.

Equoterapia – Método terapêutico e educacional, que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem multidisciplinar e interdisciplinar, nas áreas de saúde, educação e equitação, buscando o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com deficiências e/ou necessidades especiais

Foto: Adilson dos Santos

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register

Likes