Ex-radialista de Garotinho diz que está sofrendo ameaças

A ex-radialista do ex-secretário de governo de Campos,  Elizabeth Gonçalves dos Santos, também conhecida como Beth Megafone, esteve na sede da Polícia Federal em Campos para denunciar que está sofrendo ameaças de morte. Beth Megafone é uma das testemunhas da Operação Chequinho, que investiga a participação de vários políticos de Campos em uma suposta compra de votos usando o programa social Cheque Cidadão.
À PF, a ex-radialista contou que as ameaças aconteceram este mês e no mês passado. De acordo com a denúncia, Beth percebeu estar sendo seguida por um Astra Preto no momento em que ia com o marido para a igreja. Este fato teria acontecido em abril. Poucos dias depois, ela observou o mesmo carro parado na esquina da casa onde mora, além de, no dia 7 do mesmo mês, ter sido perseguida por dois homens em uma moto, mas conseguiu entrar em um shopping no Centro de Campos e buscar ajuda. Já neste mês, maio, a testemunha alega que houve o aviso mais direto: no dia 4, supostamente os mesmos homens a abordaram enquanto esperava por um ônibus em um ponto na Avenida 28 de Março. De acordo com “Megafone”, de início ela pensou que tratava-se de um assalto. Porém, no momento em que os motociclistas se aproximaram, ela ouviu quando eles disseram: “Cala sua boca, porque assim como nós te achamos hoje, achamos você e sua família em qualquer dia, em qualquer lugar”. Em seguida, os dois saíram.
Além de atuar na rádio, Beth Megafone trabalhou na Secretaria de Desenvolvimento Humano e Social de Campos, em 2016, e acabou presa no Rio de Janeiro, no dia 31 de outubro do ano passado, durante a Operação Chequinho.

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register

Likes