Após outubro chuvoso, Defesa Civil de Campos permanece em estágio de atenção

Após outubro chuvoso, Defesa Civil de Campos permanece em estágio de atenção
A coordenadoria de Defesa Civil permanece em estágio de atenção até a próxima segunda (09), já que os institutos de meteorologia apontam um acumulado de 20mm de chuva até esta data. Apesar do índice ser considerado baixo, o órgão segue acompanhando de forma preventiva os pontos do município. O coordenador da pasta, Edison Pessanha, aponta que o mês de outubro deste ano indicou o maior registro de chuva em cinco anos. Em outubro, último, foram registrados 138,3 mm de chuva quando nos últimos cinco anos esse registro não passou de cerca de 80mm no mesmo mês. 
- Passamos por uma primavera bastante chuvosa e seguimos acompanhando as previsões e pontos do município caso haja necessidade de alguma atuação. Lembramos a necessidade de descarte de resíduos de forma adequada, para que não haja retenção de água caso chova intensamente em um curto período de tempo. Até a próxima segunda, os institutos só não indicam chuva, até este momento, para sábado. De todo modo, seguimos monitorando- destacou o coordenador de Defesa Civil Edison Pessanha. 
De quinta (05) para sexta (06) os pluviômetros registraram 11,8 mm de chuva na região central, quando a previsão média entre os institutos era de 15 mm de chuva. Não houve nenhum chamado neste período mas a equipe permanece em monitoramento para a necessidade de qualquer intervenção. 
 
Acumulado Geral- O órgão municipal segue acompanhando as previsões e os pluviômetros espalhados pelo município, que registram a quantidade de chuva em milímetros que indica, proporcionalmente, 1 litro de água por metro cúbico. Somente no mês de outubro, último, foi registrado 138,3 mm de chuva no pluviômetro da região central. Isso é mais de quatro vezes o índice do mesmo mês em 2019, que ficou em 33,4 mm. Nestes 10 meses de 2020, o índice soma 827 mm, diante de 557,7 mm no mesmo período do ano passado. Do início do ano até esta data, os pluviômetros já registram 872 mm de chuva, que já fica próximo do somatório de 2019, que fechou o ano em 894,4 mm.