Comerciantes protestam em frente à Prefeitura de Campos e ameaçam abrir lojas por conta própria

Comerciantes protestam em frente à Prefeitura de Campos e ameaçam abrir lojas por conta própria

Conforme o jornal Notícia Urbana mostrou (aqui), o Centro de Campos amanheceu lotado e com pouca fiscalização nesta terça-feira (6) caótica na cidade. Com as lojas fechadas e sem culpa nenhuma pelas aglomerações, dezenas de comerciantes - que já haviam protestado na BR-101 nesta segunda-feira (5) -, fizeram novo protesto. Desta vez, em frente à prefeitura. 

Com faixas e cartazes, os trabalhadores gritaram "queremos trabalhar, queremos trabalhar", na tentativa de sensibilizar o prefeito Wladimir a flexibilizar o comércio local. Por causa da quantidade de comerciantes, uma viatura da Polícia Militar acompanhou a manifestação. 

De acordo com os manifestantes, na hora de pedir voto, Wladimir esteve em praticamente todo o comércio da cidade. Agora, quando a classe precisa de apoio, ele vira as costas. "Seu prefeito, caso o senhor não se sensibilize com a gente, vamos abrir o comércio no peito. O senhor vai ter que prender trabalhador", disse um comerciante. 

Na semana passada, a Câmara dos Dirigentes Lojistas, a CDL, informou que, caso não haja um retorno imediato das atividades, cerca de 15 mil empregos poderão ser perdidos.