RPAs da saúde fazem manifestação em frente à prefeitura de Campos

RPAs da saúde fazem manifestação em frente à prefeitura de Campos

Dezenas de enfermeiras da Prefeitura de Campos, que são contratadas por Regime de Pagamento Autônomo (RPA) para atuarem Serviço de Atendimento Domiciliar (SAD), fizeram uma manifestação na manhã desta segunda-feira (5), em frente à sede da Prefeitura. Com cartazes que pedem a valorização da categoria, cerca de 20 pessoas criticaram a medida e afirmaram que a mudança resulta em redução proporcional dos salários.

De acordo com os manifestantes, o ato foi motivado pela modificação da escala de trabalho, que passou de 24×120 para 24×72. “Fomos comunicados no último dia 30 de março que a nossa escala de trabalho passaria de 1 dia por cinco de folga para um dia de serviço e somente três de folga. Nosso salário, em vez de aumentar, seria mantido. Ou seja, em vez de ganharmos proporcionalmente, a gente iria trabalhar mais e folgar e receber menos”, afirma uma técnica em enfermagem, que preferiu não se identificar.

Ainda segundo os manifestantes, o grupo quer ser ouvido pelo prefeito Wladimir Garotinho (PSD), mas ainda não foi recebido. “Não queremos deixar de trabalhar, só queremos uma escala de trabalho digna”, desabafaram.