Ingressos à venda para “Os Inimigos não mandam Flores” no Teatro de Bolso

Às vésperas do Dia dos Namorados, a peça “Os Inimigos não mandam Flores” do grupo Nós do Teatro fará uma reflexão sobre um relacionamento conflituoso. Apresentada na próxima sexta-feira (9), às 19h; sábado (10), às 20h e domingo (11), às 19h, o espetáculo busca aprofundar nas relações humanas. Os ingressos podem ser adquiridos por R$ 15 (inteira) e R$ 7 (meia), de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h30, pela entrada lateral na rua Dr. Gesteira Passos, 11, no Centro. O Teatro de Bolso ficou fechado por três anos e reabriu as portas em 27 de março deste ano, pelo prefeito Rafael Diniz.

Dirigida por Kátia Macabu, a peça de autoria de Pedro Bloch retrata a vida do casal Sílvia e Geraldo. No relacionamento, Sílvia se sente inferiorizada pela beleza de outras mulheres e, para conquistar Geraldo, tenta combater aquelas que cercam seu marido armadas de beleza e sensualidade. “Uma flor, uma única flor talvez bastasse para começar a resolver esta relação conturbada”.

 Em nossas produções, buscamos retratar as relações da vida humana. Essa peça aborda um relacionamento que mostra uma nova atitude da figura feminina e uma atitude passiva do homem, o que faz parecer que ele tem algo a esconder. A peça fica aberta a interpretações e provoca na plateia uma continuação cênica mesmo depois que a peça termina. Mesmo nós, que trabalhamos nesse texto há mais de um ano, ainda dialogamos sobre esses personagens — conta Kátia Macabu.

No elenco, Luan Duarte interpreta Geraldo, a atriz Sarah Marques é Sílvia e Pâmella Figueiredo vive uma florista. A direção musical do espetáculo é assinada por Júlio Ribeiro; o figurino é de Ana Júlia Carvalhido; a sonoplastia é responsabilidade de Júlio Ribeiro e Camila Leite; a iluminação é de Kátia Macabu; a maquiagem fica por conta de Jonas Defante e a concepção cênica é de Ana Júlia Carvalhido junto a Adriano Ferraiuoli. Como contrarregras, a apresentação conta com Liana Macabu, Siano Cardoso e Jaqueline Rovetta. A produção do espetáculo é de Kátia Macabu, Jonas Defante e Siano Cardoso.

Com 1h15 de duração e trilha sonora executada ao vivo por Júlio Ribeiro no violão, o espetáculo fez sete apresentações pelo 4º Festival Nacional de Esquetes do IFF Fluminense (4º Fesquiff) em 2016. Agora, a montagem sobe ao placo do TB, ampliando seu público.

O Teatro de Bolso atende muito bem a nossa proposta. O público fica próximo ao palco o que favorece a interação da nossa personagem com a plateia. Já era hora do Teatro de Bolso se voltar para a classe artística porque a cidade teve muita produção nos últimos anos — comenta Kátia.

 

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register

Likes