Museu apresenta recital de piano, exposição e oficina nesta 5ª

A programação do Museu Histórico de Campos voltada para a 365ª Festa do Santíssimo Salvador, padroeiro do município, segue ofertando lazer e conhecimento para a população. Nesta quinta-feira (3), o destaque é da oficina de confecção de estandartes da Folia de Reis, exposição artesanal e comercialização do Projeto “Trilho das Artes”, da Casa de Cultura José Cândido de Carvalho, e a apresentação de um recital de piano.

As atividades começam a partir das 10h. A oficina de confecção de estandartes da Folia de Reis será ministrada pelas artesãs Arlene José e Morgana Aguiar, no auditório do Museu, das 10h às 12h e das 14h às 16h. Já o “Trilho das Artes” pode ser visto no hall de entrada do Museu, das 10h às 18h, até domingo (6). Às 17h, o pianista Ivan Glória apresenta um recital no pátio interno do Museu. A programação especial do Museu para a Festa do Santíssimo Salvador segue até domingo, quando será realizado o 1º Encontro de Folia de Reis de Campos, encenação teatral e outras atrações.

Segundo a gerente do Museu, Graziela Escocard, houve um aumento na visitação. “Montamos essa programação para chamar a atenção da população para que as pessoas possam vir conhecer nosso museu, para mostrar que não temos apenas um museu vitrine. E temos percebido que estamos alcançando nosso objetivo”, comentou.

A oficina de confecção de estandartes foi custeada pelo Instituto Histórico e Geográfico de Campos e, segundo a presidente Sylvia Paes, o objetivo é não deixar que a tradição da Folia de Reis não se perca ainda mais. “Nossa grande preocupação é trabalhar o patrimônio histórico e cultural do município. A Folia de Reis é umas das tradições que precisa de atenção. Em Campos tinha muitas folias, mas hoje só existe uma que é a do Parque São José. É para que essa tradição não se perca que estamos engajados nesse tema”, declarou Sylvia ao acrescentar que no próximo ano a proposta é trabalhar o tema das benzedeiras e rezadeiras.

 Trilho – O Projeto “Trilho das Artes” surgiu na Casa de Cultura José Cândido de Carvalho, em Goitacazes, há oito anos, através da união de alunos de cursos oferecidos no local. Artesanatos como pintura em tecido, vagonite e crochê são expostos e comercializados na mostra. Para a gerente da Casa, Vera Carvalho, é uma alegria fazer parte da festa do padroeiro.

— Ficamos muito felizes por expor o trabalho do “Trilho das Artes” para um público mais amplo. Esta é uma oportunidade de apresentar o artesanato de Goitacazes através deste lindo projeto que nasceu na Casa de Cultura José Cândido de Carvalho — comentou Vera.

 

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register

Likes