Paixão de Cristo emociona público no Teatro Trianon

Emoção e fé marcaram a encenação da Paixão de Cristo, pelo Grupo de Teatro Sacro Dom Carlos Alberto Navarro, no Teatro Trianon nesta Sexta-feira Santa (30) em Campos. Um grande público marcou presença, com a doação de 1kg de alimento não perecível para entrada. A ação teve o apoio da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL).

O espetáculo foi aberto pelo Bispo Dom Roberto Francisco Ferreira Paz e, pelo 37º ano consecutivo, atores e figurantes do Grupo encenaram a história na cidade. Intitulada “A Paixão foi por você”, os momentos da Via Sacra levaram para o público uma reflexão sobre o que Cristo pregou e que o mundo vem esquecendo e ignorando, através da crescente violência.

“É sempre uma grande emoção falar sobre esse espetáculo e esse grupo a quem daria a minha vida pelo lindo trabalho que fazem e por levar a palavra de Deus com tanto amor para tantas pessoas. Oremos cada dia mais para que vivamos em um mundo sem violência e para que haja mais amor e respeito entre as pessoas” relatou o Bispo.

O espetáculo tem direção geral de Pedro Carneiro, com roteiro de Dorinha Martins, direção de audiovisual de Antônio Filho, assistência de direção de Cida Melo, adereços cênicos de Walter Escovão e coreografia de Jovana Anacleto.

“Mais um ano de apresentação no Teatro Trianon e a apresentação é como se fosse sempre pela primeira vez. Foram ensaios intensos e esperamos que todos gostem porque é um espetáculo emocionante” ressaltou Pedro Carneiro antes de entrar em cena.

Cláudia Maria Silva estava emocionada antes mesmo de iniciar a encenação e enfatizou a importância da data. “Assisto a Paixão de Cristo todos os anos e aqui no Trianon ficou ainda mais bonita, porque o teatro é amplo e muito confortável. Esta é uma data para refletirmos se estamos realmente seguindo os passos de Jesus e esse espetáculo me deixa muito emocionada”contou.

Tradição – Criado por Dom Carlos Alberto Navarro, em 1982, o grupo teve como primeiro diretor o jornalista e teatrólogo Orávio de Campos Soares, sucedido por Felix Carneiro, Pedro Carneiro e Pedro Fagundes. Há 23 anos, Pedro Carneiro cumpre a missão de manter viva essa tradição. No dia 20 de maio de 2015, o Grupo de Teatro Sacro tornou-se Patrimônio Cultural e Imaterial do Município de Campos dos Goytacazes

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register

Likes