Partido e suplente pedem cassação do vereador Marcão

O partido REDE Sustentabilidade e o suplente Thiago Miquilito, entraram com um processo na Justiça Eleitoral contra o vereador e atual presidente da Câmara de Vereadores de Campos, Marcão Gomes, que mudou de partido recentemente.

O presidente se elegeu pelo Rede na eleição de 2016, mas pouco depois trocou de legenda e decidiu ir para o Partido da República (PR). O partido e Thiago se baseiam no artigo 22 da lei eleitoral, que diz que nenhum candidato eleito pode mudar de partido até o seu último ano de mandato. Como a mudança deveria ter acontecido somente em 2020, eles alegam infidelidade partidária por parte de Marcão.

Porém, o relator do processo, Antônio Aurélio Abi Ramia Duarte, indeferiu o pedido de urgência que o Rede protocolou, alegando que a defesa de Marcão precisa ser ouvida antes que qualquer posição seja tomada.

Além disso, o relator deu o prazo de cinco dias para que a defesa de Marcão dê motivos para a troca, e o candidato não perca o mandato.

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register

Likes