"Mandar fechar tudo e ficar em casa com salário de prefeito e promotores é fácil", dizem comerciantes

"Mandar fechar tudo e ficar em casa com salário de prefeito e promotores é fácil", dizem comerciantes

Por que o Ministério Público não cobra da prefeitura um auxílio para trabalhadores e lojistas?”, questionam comerciantes durante protesto

Após a nota conjunta emitida pela prefeitura de Campos e o Ministério Público Estadual, comerciantes de Campos – que fizeram protesto pelo segundo dia consecutivo nesta terça-feira (6) – questionam o porquê de o Ministério Público também não cobrar da Prefeitura ações que visem atenuar o impacto econômico e desempregos na cidade com o fechamento total do comércio por pelo menos 15 dias.

A dúvida surgiu após o poder público e o MP assinalarem nota, onde, em um trecho, aparentando ter tom ameaçador, dizer: “atos que, neste momento, acarretem aglomeração de pessoas, para além de demonstrar uma postura irresponsável, mormente quando organizado ou incentivado por entidade de classe, não contribuem em nada para a retomada das atividades econômicas. Ao contrário, a depender do impacto que possam vir a ter no cenário epidemiológico local, apenas contribuem para retardar ainda mais a reabertura dessas atividades, contrariando o interesse comum de todos os segmentos envolvidos...”.

Após lerem a nota, os comerciantes ficaram ainda mais revoltados com a decisão. “Com todo respeito ao prefeito que ajudamos a eleger e ao Ministério Público essa situação (o lockdown) está tendo dois pesos e duas medidas. Entendo que o MP esteja preocupado com a disseminação do coronavírus. Contudo, seria plausível cobrar da prefeitura ações sociais que reduzam também o impacto econômico e social na cidade”, disse um comerciante que, com medo de retaliação, pediu para não ter o nome publicado.

De fato, toda a nota não menciona, em nem uma linha, o que a prefeitura estaria disposta a fazer para reduzir o impacto dos altos impostos e o alto índice de desemprego que a situação causará.

“Mandar fechar tudo e ficar em casa com salário de R$ 20 mil todo mês na conta é fácil”, conclui o comerciante.