Teatro de Bolso Procópio Ferreira divulga programação dos 50 anos

O Teatro de Bolso Procópio Ferreira voltou a ser a casa do artista campista com sua reinauguração em março de 2017. Graças ao resgate feito na gestão do prefeito Rafael Diniz, os 50 anos do espaço cultural serão comemorados de portas abertas e com vasta programação. Para iniciar abril — mês de aniversário —, a produção carioca “O Porteiro” será exibida na próxima sexta-feira (6), sábado (7) e domingo (8), às 20h. No mês de abril, serão produções locais, palestra sobre a história de luta do Teatro de Bolso, encontro de autores campistas, oficinas e muito fomento à arte da planície goitacá.

Durante 2017, ano em que foi reaberto após quase três fechado, o Teatro de Bolso recebeu cerca de 800 artistas, além de um público de 7,7 mil pessoas. Foram 40 eventos entre peças teatrais e espetáculos de dança.

“Na minha visão, temos duas comemorações: os 50 anos de história do Teatro de Bolso e, um ano da sua reabertura, feita pela nossa gestão, após anos de abandono. O Teatro de Bolso, que foi inaugurado pelo meu avô Zezé Barbosa, é uma das grandes casas de cultura de Campos e região e era um sonho reabri-lo. Quero parabenizar a população de Campos, principalmente os artistas, que são os verdadeiros donos do Teatro de Bolso” destacou o prefeito Rafael Diniz.

Para começar a comemoração, o ator Alexandre Lino encena “O Porteiro”, que esteve em cartaz em diversos palcos em capitais como Rio de Janeiro, São Paulo e Curitiba. O espetáculo tem classificação indicativa de 16 anos e conta com promoção no lote antecipado. Até esta quinta-feira (5), às 17h, os ingressos saem por apenas R$ 15,00. A partir daí, voltam os preços normais que são R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia-entrada). Indicada ao Prêmio de Humor criado por Fábio Porchat pela melhor performance de 2017, a peça é escrita e dirigida por Paulo Fontenelle. O personagem Waldisney saiu direto do seriado cômico da Rede Globo de Televisão “A Cara do Pai”, para transformar os espectadores em condôminos em uma reunião de edifício em que o síndico faltou e o porteiro assume a liderança.

Na quinta-feira seguinte (12), às 19h30, será a vez do Coral Municipal da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL). No mesmo dia, a partir das 20h, Glauber Rabelo Matias ministra a palestra “Palco e Resistência: A Geração Teatro de Bolso e as suas lutas por hegemonia nos Anos dos 1980”. No dia em que completa 50 anos, 13 de abril, o Teatro de Bolso Procópio Ferreira recebe a Cia. de Arte Persona com “Mil Tons de Minas”, às 20h. O espetáculo será reapresentado no mesmo horário no dia 14. No dia 15, é a vez do teatro infantil “Olê, Olá, Vamos Festejar!” do Grupo Cirandarte, a partir das 17h.

No dia 19, às 20h, haverá Encontro de Autores Teatrais Campistas com Tânia Pessanha, Eugênio Soares, Adriano Moura e Arthur Gomes; de 20 a 23, Unirio Intercâmbio, Mostras Teatrais e Oficinas para os Artistas Locais. Já no dia 25, às 20h, terá performance poética musical Sax Blues Poesia com Artur Gomes, Álvaro Manhães, Dalton Freire e Reubes Pess; dia 27, às 20h, leitura dramatizada, por atores da região, de “O Mangue” de Osório Peixoto; e fechando o mês, nos dias 28 e 29, tem o coral “A Ópera do Samba”, respectivamente, às 18h30 e 20h.

Ingressos – Os ingressos para as atrações poderão ser adquiridos uma hora antes dos espetáculos na bilheteria do teatro localizado à Avenida XV de Novembro, nº 35, Centro.  De terça a quinta-feira, o atendimento é pela Rua Dr. Gesteira Passos, nº 11, das 10h às 17h30.

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register

Likes