Após censurar imprensa, ministro ordena bloqueio de redes sociais de críticos do STF

Após censurar a revista Cruzoé, determinando  “imediatamente” a retirada do ar a reportagem de capa da última edição, intitulada “O amigo do amigo de meu pai”, o ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, agora teve documentos sigilos descobertos e, neles, o magistrado determina o bloqueio das redes sociais de críticos do STF.

Sete pessoas são investigadas por publicarem ofensas contra a Corte. Em decisão sigilosa, o magistrado diz que foram verificadas mensagens com “conteúdo de ódio e de subversão da ordem” direcionadas ao STF. Os suspeitos foram alvos de buscas e apreensões realizadas pela Polícia Federal no Distrito Federal, em Goiás e em São Paulo nesta terça-feira (16).

Em relação a reportagem da Cruzoé, Moraes também ordena que a Polícia Federal intime os responsáveis pela publicação da reportagem “para que prestem depoimentos no prazo de 72 horas”.

O ministro afirma haver “claro abuso no conteúdo da matéria veiculada”.

 

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register

Likes