Após falta sem justificativa, Fábio Ribeiro poderá ter o salário descontado na Câmara de Campos

Após falta sem justificativa, Fábio Ribeiro poderá ter o salário descontado na Câmara de Campos

A sessão da Câmara de Vereadores de Campos desta quarta-feira (22) foi acaolarada, como tem sido nos últimos tempos. Líder da oposição, o vereador Marquinho Bacellar disse que não viu nenhum tipo de ofensa no discurso do irmão, o deputado estadual Rodrigo Bacellar, no lançamento das obras no Parque Saraiva, na semana passada. "O que se viu foi um discurso acalorado, contundente. Mas em momento nenhum o deputado estadual ofendeu ninguém", afirmou. 

Nesta semana, nas redes sociais, surgiram fotos de uma mansão na localidade de Lagoa de Cima que seria do presidente da casa, o vereador Fábio Ribeiro, que não compareceu à sessão desta quarta. Na tribuna, o vereador Rogério Matozo pergunto ao presidente interino, Juninho Virgílio, se Fábio havia justificado a ausência. Diante da negativa de Virgílio, Matoso bradou: "Vamos cortar o salário do presidente. Ele não veio e não justificou. Deve tá na mansão dele em Lagoa de Cima, enquanto a população de lá, de Rio Preto e Imbé sequer tem ônibus para trabalhar", destacou.