Faculdade de Odontologia de Campos gera revolta nos alunos ao anunciar volta às aulas em meio à pandemia

Faculdade de Odontologia de Campos gera revolta nos alunos ao anunciar volta às aulas em meio à pandemia

A Faculdade de Odontologia de Campos emitiu um comunicado de volta às aulas presenciais a partir do dia 13 de julho. A informação não foi bem recebida pelos alunos da instituição, que acham que o retorno das aulas em plena pandemia de covid-19 é uma falta de responsabilidade da direção. De acordo com os alunos, para tomar a decisão, a direção da instituição de ensino não levou em conta o perigo que os alunos serão submetido. "Para começar, boa parte dos alunos não é de Campos. Muitos dependem de transporte público, há aqueles que fazem parte do grupo de risco por ter comorbidade e quase todos têm parentes que fazem parte do grupo de risco. O anuncio parece uma brincadeira", disse uma aluna, que preferiu não se identificar. 

Nesta segunda-feira (29), os alunos publicaram uma carta de repúdio em relação a volta às aulas. Com medo de estudar, muitos alunos informaram à direção que pretendem trancar a matrícula. Segundo eles, a resposta que tiveram da FOC é de que, quem optar por trancar a matrícula, perderá o semestre inteiro. "Não nos deram outra opção. Além do mais, não bastasse os equipamentos caros para os estudos, ainda teríamos que arcar com todos os EPIs necessários para evitar a contaminação do novo coronavírus", ressaltou o grupo de alunos. 

À redação do jornal Notícia Urbana entrou em contato com a assessoria do Uniflu para saber como a unidade pretende proceder diante desse impasse. Até o momento, a assessoria, porém, não enviou respostas.