Hospital de Campanha de Campos tem entrega adiada pela quinta vez

Hospital de Campanha de Campos tem entrega adiada pela quinta vez

E o hospital de Campanha de Campos, que atenderá  pacientes infectado pelo novo coronavírus, teve a inauguração adiada mais uma vez. A abertura estava prevista para a próxima segunda-feira (25), mas a empresa responsável, IABAS, definiu novo cronograma. Agora, pela quinta vez, a data remarcada é para o dia 12 de junho. Por isso, a Justiça deu 20 dias para que todos os sete hospitais de campanha do Rio de Janeiro estejam funcionando com capacidade total. Dos 1,3 mil leitos que eram previstos para o tratamento da Covid-19 no estado, apenas 200 estavam abertos até o começo da manhã desta quinta-feira (21).

Dos sete hospitais previstos, apenas o estádio do Maracanã foi aberto. Ainda assim, ela não está operando completamente. O atraso na abertura dos outros seis hospitais de campanha completa 21 dias.

Os hospitais do Parque e dos Atletas não entram nesta conta, pois têm gestão de empresas privadas e não do Governo do Estado.

Por telefone, a assessoria da Iabas informou nesta manhã que o novo calendário para inauguração dos hospitais já está definido. Segundo a organização, a segunda parte do Hospital de Campanha do Maracanã será inaugurada ainda nesta quinta-feira, com a entrega de mais 200 leitos. 

Atualmente, a lista de espera por vagas para tratamento da Covid-19 é de 212 pessoas para leitos de enfermaria e outras 257 que esperam por leitos de UTI no RJ. As informações são da Secretaria Estadual de Saúde.

Confira o novo calendário

  • São Gonçalo - 27 de maio
  • Nova Iguaçu - 29 maio
  • Duque de Caxias – 1º de junho
  • Nova Friburgo - 7 de junho
  • Campos dos Goytacazes - 12 de junho
  • Casemiro de Abreu - 18 de junho