Motoristas levam até 1h30 em trajeto de Campos para São João da Barra

Motoristas levam até 1h30 em trajeto de Campos para São João da Barra

O tempo médio para chegar a São João da Barra ou as praias da cidade tem sido de aproximadamente 1h30. O trajeto que era para ser feito em, no máximo, 35 minutos, está tendo o tempo triplicado por causa da interrupção da BR-101 provocada pelo rompimento de um dique próximo de Barcelos. O mesmo tempo é de quem sai de São João da Barra ou das praias e segue para Campos.

A partir desta quinta-feira (13) veículos pesados não poderão mais trafegar nas estradas vicinais de São João da Barra. Segundo decreto da Prefeitura, a proibição vale para ônibus, micro-ônibus, carretas, caminhões-betoneiras e veículos de carga. A exceção é para veículos pesados que atendem serviços públicos essenciais, transporte de combustíveis, gêneros alimentícios, medicamentos e ônibus exclusivamente para transporte público de passageiros.

 Também nesta quinta-feira a Prefeitura divulgou nova rota alternativa para acesso ao município. O tráfego na BR-356 entre Barcelos e Caetá continua interrompido devido ao rompimento do dique de Barcelos. As consultas ambulatoriais na rede municipal de saúde estão suspensas até que a situação seja normalizada.

Em visita ao município, o governador Cláudio Castro anunciou a liberação de R$ 20 milhões, a pedido da prefeita Carla Machado, para a realização de obras emergenciais. As equipes técnicas do governo estadual e da Prefeitura estão reunidas para que seja executado um projeto definitivo. A prefeita acompanhou a visita do governador, que esteve em Barcelos durante a manhã.

“Temos atuado desde o primeiro momento, no que é permitido à Prefeitura fazer, para ajudar a proteger a população. A abertura das barras em Atafona e em Grussaí, feita pelo Inea atendendo ao nosso pedido, contribuiu muito para que o problema não fosse ainda maior. E a abertura da barra no Açu vai ajudar ainda mais a escoar a água para o mar. A situação ainda é crítica e estamos com uma força-tarefa 24 horas por dia atuando em todo o município, prestando assistência total às famílias afetadas, aos produtores rurais e buscando formas de permitir o acesso das pessoas por caminhos alternativos”, disse a prefeita. 

O nível do Rio Paraíba do Sul, que tinha alcançado 7 metros na noite passada, registrou 6,95 metros na manhã desta quinta-feira. A cota de transbordo na cidade é de 8 metros.

O município tem cinco famílias desalojadas e seis desabrigadas em Barcelos e no Açu. Em Barcelos são três famílias desalojadas e cinco desabrigadas. Três aceitaram a inclusão no programa de aluguel social da Prefeitura. Há duas famílias abrigadas na Escola Municipal Elysio de Magalhães. No Açu são duas famílias desalojadas e uma desabrigada. Há uma família na Creche Municipal Maria Adelaide do Espírito Santo.

Confira a nova rota de desvio na BR-356, no sentido São João da Barra: 

Entrar em Barcelos, seguir por Campo Novo, Venda Nova e Beira do Taí, passando por Pipeiras, Palacete, Vila da Terra e retornando à BR-356 no trevo de Caetá.

Outra opção é seguir pela RJ-216, no sentido Baixada Campista até Mussurepe, passar por São Bento, Cazumbá e Sabonete.