Aryzão será leiloado em março de 2022

Aryzão será leiloado em março de 2022

O Estádio Ary de Oliveira e Souza, do Goytacaz, será leiloado em março de 2022. O motivo do leilão é uma determinação da Justiça por causa de dívidas do clube. As datas já estão marcadas: de 10 a 16 de março em uma primeira tentativa. Caso não tenha um lance igual ou superior a R$ 26.077.000.00, outro leilão irá acontecer no próprio dia 16, às 11h.

Isso ocorre por causa de um processo trabalhista movido pelo ex-treinador de goleiros Sérgio Henrique. No processo, ele alegou que foi contratado pelo Goytacaz em dois momentos diferentes. De novembro de 2017 a março de 2018, e de julho de 2018 a outubro do mesmo ano, o profissional afirmou que não teve anotações na carteira de trabalho e Previdência Social, o que gerou um processo contra o clube no valor de R$ 27.786.86. Direitos trabalhistas como 13° salário, férias, aviso-prévio e FGTS também foram reavaliados. A decisão é do juiz da 4ª Vara do Trabalho de Campos, Claudio Victor de Castro Freitas, em processo que corre desde 2019. Mesmo com a decisão imposta pelo magistrado, quem fizer o arremate do Estádio Ary de Oliveira e Souza não poderá demoli-lo, já que, no mês de abril, o estádio foi reconhecido como patrimônio histórico e cultural do município de Campos

Além de Sérgio, também estão envolvidos no processo a 2ª Vara Civil de Campos e a empresa Trivella Empreendimentos Esportivos, ex-parceira do time. Os leilões serão conduzidos pelo leiloeiro público Paulo Botelho. O estádio tem aproximadamente 14.487.67 m² e tem entrada pelas ruas do Goitacazes e Tenente Coronel Cardoso. O local é considerado a casa do clube há 83 anos.