Entidades entregam documento à prefeitura para aumentar a receita de Campos sem onerar o campista

Entidades entregam documento à prefeitura para aumentar a receita de Campos sem onerar o campista

Entidades do setor produtivo de Campos entregaram, nesta sexta-feira (16), ao secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Marcelo Mérida, documento contendo sugestões para aumento na arrecadação de impostos sem que haja alteração no Código Tributário. O encontro foi durante a manhã, na sede da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). Apesar de entregue a Mérida, a papelada foi direcionada ao prefeito de Campos, Wladimir Garotinho, que defende a alteração do Código Tributário do município, gerando aumento de impostos.

Os empresários são contra o aumento das taxas apresentadas em Projeto de Lei (PL) enviado pelo executivo à Câmara em maio deste ano. O PL entrou na pauta uma vez e foi rejeitado pela maioria dos vereadores. Desde então, o setor produtivo vem se reunindo em busca de criar alternativas para o Município.

No documento, os empresários sugerem que a prefeitura invista em tecnologias da informação para negociação de projetos e serviços com melhores preços, estimule o consumidor sobre a exigência de notas fiscais, implemente um refinanciamento de dívidas para estimular o contribuinte a pagar impostos atrasados. Além disso, os empresários sugerem a prefeitura a dinamizar processos municipais e incentivar a população a ser colaborativa ‘fiscalizando’ o funcionamento dos órgãos públicos. Apresentam como alternativas, também, que a prefeitura estimule a economia criativa, regularize e abertura de novas empresas, facilite a regularização imobiliária, regularize o comércio informal, entre outras opções.

Fazem parte do setor produtivo, representantes da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), membros da Associação Comercial e Industrial de Campos (ACIC), Comerciantes e Amigos da Rua João Pessoa e Adjacências (Carjopa), Sindivarejo, Conselho Regional de Corretores de Imóveis (CRECI-RJ), Sindicato dos Taxistas, Sindicato dos Ceramistas, JCI Campos, Rede de Construtoras e Campos Shopping.