Campista revolucionária é presa em Brasília pela Polícia Federal

Campista revolucionária é presa em Brasília pela Polícia Federal

A campista Erica Viana, integrante do movimento 300 do Brasil, foi presa nesta terça-feira (16) em Brasília pela Polícia Federal. A prisão é decorrente do inquérito que investiga a participação em atos antidemocráticos. Na segunda-feira, a líder do grupo nazifascista, Sara Winter, também foi presa pela Polícia Federal.

Por volta das 17h20, dois carros descaracterizados, uma caminhonete e uma moto de pequeno porte, se aproximaram dos manifestantes e cerca de 10 agentes, igualmente descaracterizados, saíram dos veículos e apreenderam os integrantes. O Ministério Público do Distrito Federal já tinha classificado o grupo como uma milícia.

Na semana passada, os integrantes tentaram invadir o Congresso, inclusive Erica, após terem seus acampamentos retirados pela Polícia Militar do Distrito Federal.

Erica Viana é moradora de Campos, servidora pública do município. A prisão da integrante do “movimento” foi decretada de forma temporária, para que as investigações sejam concluídas.