Justiça manda Netflix tirar do ar filme que retrata Jesus homossexual

Justiça manda Netflix tirar do ar filme que retrata Jesus homossexual

Em liminar tornada pública nesta quarta-feira (8/1), o desembargador Benedicto Abicair, do Estado do Rio de Janeiro, determinou que a Netflix suspenda a exibição do especial de Natal Primeira Tentação de Cristo, feito pelo grupo Porta dos Fundos.

O magistrado decidiu um recurso em favor do Centro Dom Bosco de Fé e Cultura, que alegou que "a honra e a dignidade de milhões de católicos foram gravemente vilipendiadas pelos réus".

O especial humorístico causou polêmica por retratar Jesus como homossexual.

"Minha avaliação, nesse momento, é de que as consequências da divulgação e exibição da 'produção artística' (...) são mais passíveis de provocar danos mais graves e irreparáveis do que sua suspensão, até porque o Natal de 2019 já foi comemorado por todos", diz a decisão do desembargador.