Polícia prende suspeito de ter atirado e matado Carlão de Nova Brasília

Polícia prende suspeito de ter atirado e matado Carlão de Nova Brasília

A Polícia Civil de Campos prendeu, neste domingo (14), o suspeito de ser o executor do assassinato de Carlos Roberto Rocha Ritter, conhecido como Carlão de Nova Brasília. Douglas, de 21 anos, foi encontrado em uma pousada em Marataízes, litoral do Espírito Santo e trazido para Campos, onde, durante depoimento, teria negado o envolvimento no crime.

Segundo as investigações, o preso de hoje já era considerado foragido e foi contratato  por Vagner de Souza da Silva para matar Carlão por ciúmes da ex-companheira dele que teria se envolvido com o assesor. 

Carlão, que era assessor parlamentar do deputado estadual Bruno Dauaire (PSC) e pré-candidato a vereador pelo PSD, foi assassinado na porta de casa, na tarde de 28 de maio. De acordo com a Polícia Civil, a principal linha de investigação é de crime passional. 

Após prestar depoimento passar por procedimento praxe na delegacia, ele foi levado para a cadeia, onde ficará preso à disposição da justiça.