Com Câmara de Campos lotada, vereadores aprovam auxílio alimentação do servidor

Com Câmara de Campos lotada, vereadores aprovam auxílio alimentação do servidor

Vereadores da Câmara de Campos aprovaram, por unânimidade,  o projeto, do gabinete do prefeito, que prevê o pagamento do auxílio alimentação aos servidores públicos da ativa. A votação foi na noite desta terça-feira (2), durante sessão plenária. O projeto enviado por Wladimir Garotinho prevê pagamento em duas faixas: R$ 400, para quem recebe até R$ 3.409,37, e R$ 200, para quem recebe entre R$ 3.409,38 a R$4.683,45. 

O vereador Maicon Cruz (PSC), da oposição, foi o primeiro a votar. Ele lembrou que o projeto chegou à Camara, beneficiando apenas parte dos servidores. “Voto indignado porque há viabilidade de pagar a todos, inclusive aos aposentados. Voto nesse projeto porque como sempre disse a vocês, não posso votar contra o servidor”, sinalizou o vereador.

Em seguida, alguns vereadores de oposição, como Fred Machado e Helinho Nahim, também votaram a favor, mas fazendo ressalvas. O mesmo aconteceu com o vereador da base do governo, Cabo Alonsimar,  que também votou com tristeza devido ao projeto não atender a aposentados e pensionistas.

Julinho Virgílio (União), que também é da base do governo, disse que confia nos secretários de controle e de administração quanto às possibilidades do município em oferecer os R$ 400 reais de auxílio aos servidores, independentemente do valor do salário, e assumiu a luta pelos aposentados e pensionistas.

“Alonsimar, você é um guerreiro e quero me comprometer com os aposentados. Como base de governo, vamos buscar alternativas junto ao prefeito e à procuradoria”, finalizou.