Novos ar condicionados na UPA de Campos oferecem conforto a população

Novos ar condicionados na UPA de Campos oferecem conforto a população

O processo de reforma da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Campos já começou com a chegada de 13 novos ar condicionados. Parte deles já foram instalados em vários setores da unidade, entre eles, consultórios médicos, salas de medicação, isolamento, classificação de risco, setor de eletrocardiograma e almoxarifado. Ao todo, a Secretaria de Estado de Saúde está disponibilizando 35 aparelhos. Os demais estão previstos para chegar na próxima semana.


A climatização dos ambientes visam conforto aos profissionais que lá trabalham e à população que busca por atendimento. A UPA de Campos foi inaugurada em 2009 e há anos vem passando por sérios problemas estruturais. A nova direção assumiu há quatro meses e procurou o deputado Wladimir Garotinho (PSD-RJ) pedindo auxílio e interlocução junto ao Estado. Atento ao caos na saúde do município, o parlamentar oficiou a Secretaria de Estado de Saúde (SES) para que tomasse providências, visando melhorias em caráter de urgência.
De acordo com a direção, os ar condicionados ainda não instalados são do modelo split e as instalações ocorrerão quando chegar o restante do material necessário, também previsto para a próxima semana. A direção destacou ainda que o próximo passo é a reforma do telhado que está com infiltração e vazamento.


O pediatra Gustavo Cunha, que trabalha na UPA desde a inauguração, conta que as equipes médicas estavam trabalhando em condições subumanas. “Os ar condicionados não funcionavam há uns dois anos. Temos que lembrar que UPA é um ambiente hospitalar que necessita de climatização adequada, o que está acontecendo agora”, destacou.