TCE dá 15 dias para Rosinha Garotinho e aliados pagarem R$ 106 milhões

TCE dá 15 dias para Rosinha Garotinho e aliados pagarem R$ 106 milhões

Caso envolve também uma delação no MP de Campos

A coluna do jornalista Lauro Jardim, no jornal O Globo, informa que o Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) deu prazo de 15 dias para que a ex-prefeita de Campos Rosinha Garotinho e mais seis ex-gestores do município, incluindo o atual presidente da Câmara Fábio Ribeiro, devolvam R$ 106,5 milhões aos cofres públicos por supostas fraudes em um contrato de saúde.

Segundo o TCE, o valor foi pago pela prefeitura de Campos entre 2009 e 2013, durante a gestão de Rosinha, à G.A.P. Comércio de Produtos Automotivos pelo aluguel de ambulâncias. A empresa estava em nome de George Pereira. Essa “pessoa” simplesmente não existe e os seus documentos constantes em processos oficiais eram falsos. A descoberta do “fantasma”, em 2013, ensejou mais um escândalo envolvendo o clã Garotinho e a abertura de investigações sobre o caso.

Delação – Mas o escândalo envolvendo esse fantasma da GAP não para por aí. Em 2020, uma delação que se encontra no MP de Campos revelou ligações com o atual prefeito de Campos, Wladimir Garotinho. Na delação, detalhes sobre uma relação que mistura público, privado e alguns “presentinhos”.

Vale lembrar que durante o mandato de Rosinha em Campos, Wladimir passeava em um carro de luxo cedido pela empresa GAP.