Tribunal de Justiça derruba decisão que obrigava construção de hospital de campanha de Campos

Tribunal de Justiça derruba decisão que obrigava construção de hospital de campanha de Campos

E continua a novela da construção do hospital de campanha, em Campos. Uma liminar da justiça chegou a bloquear o repasse de R$ 400 milhões, de royalties, do Governo do Estado para garantir a construção da unidade. Entretanto, o tribunal de justiça derrubou a decisão da primeira instância.

De acordo com o Tribunal de Justiça do Rio, o desembargador Lindolpho Morais Marinho, da 16ª câmara cível do tribunal de justiça, derrubou a decisão de primeira instância que determinava o bloqueio do dinheiro para a conclusão do hospital de campanha, na cidade.

Aionda segundo o TJ, na decisão, o desembargador destaca que o bloqueio traria risco de colapso nas contas do Estado, com a possibilidade de falta de recursos para o pagamento de despesas com pessoal, investimentos em segurança e na própria saúde pública, acatando o recurso do governo.

Cabe destacar que Governo do Estado anunciou, no início do mês, que o hospital de campanha de Campos não será mais concluído. Técnicos da secretaria analisaram que, diante da redução dos casos, o melhor seria não concluir o hospital. E que a secretaria iria pactuar, caso haja demanda, a utilização de leitos em hospitais particulares.