Vivemos numa democracia?

Vivemos numa democracia?

alexandreAntes de falar sobre o tema, devemos entender o que e democracia. Simplesmente, um equilíbrio entre os poderes baseado numa proporcionalidade entre eles, numa compreensão, mútua e harmônica respeitando os limites constitucionais de cada um.

O STF e o poder judiciário, a câmara dos deputados e o senado formam o poder legislativo, já o Presidente da República forma o poder executivo, mas não são os únicos agentes que tem poder sobre a sociedade, como exemplo, temos igreja católica, evangélicas, institutos, sindicatos, artistas, grande mídia, a cultura, classe artísticas e forças armadas. Infelizmente, o conceito de democracia vem sendo esquecida e as vezes deturpada no mínimo há 30 anos.

Hoje, qualquer governante que queira atribuir responsabilidades de direitos e deveres para o estado limitando as liberdades individuais, legitima defesa, direito de ir e vir e interferindo na conduta e na educação familiar é característica de um governo totalitário e tirano.  A maioria desses governos se disfarçam de democratas para implementar sua ditadura, sendo que os primeiros passos são o desarmamento civil já utilizado em países como Alemanha nazista, Cuba, Venezuela, China, até mesmo no Brasil.

Desde o governo de FHC até o governo do PT, tivemos governantes que geralmente tentaram regular a mídia, que procuram criar grupos sociais, dividindo para controlá-los. Exemplos temos os negros contra brancos, Lgbts contra heteros, sulistas contra nortistas, dividir para conquistar. Os mesmos procuram dominar, primeiramente, as escolas e outras instituições de ensino, onde conseguem formar militantes para o futuro e depois a mídia, classe artística e cultural, onde tem maior influência no presente, com o tempo e propinas.

O poder legislativo e o judiciário, onde terminam todas as decisões, fecham um círculo vicioso e perigoso, onde a sociedade é a maior vítima, reflete que hoje vimos que muitas dessas coisas aconteceram no nosso amado Brasil. Considero que hoje estamos à beira de uma ditatura. Nosso país não suporta mais um governo de esquerda onde falta muito pouco para se decretar uma ditadura do proletariado no Brasil, pois os mesmo já tem grande parte do STF indicados pelo próprio PT. As decisões monocráticas e coletivas do STF  é a prova de tudo que vimos e que estamos passando no presente momento. Para mim, tudo plano arquitetado, do começo até o fim.  Outro grande exemplo disso foi a proibição de trabalhar, circulação de pessoas, a propria polícia que hoje é polícia de estado prendendo trabalhadores por exercer o direito de trabalhar, entre outros absurdos que, se tivéssemos contado essa história há 20 anos, ninguém acreditava. Isso que está acontecendo hoje no Brasil é só uma ponta do iceberg.    

*Alexandre Manke tem formação superior em processos gerenciais, estudante de políticas nacionais e é técnico de planejamento integrado

Propogandas coluna Alexandre